FESTAS JUNINAS



     O mês de junho chegou e com ele as comemorações populares mais conhecidas e gostosas: as festas juninas!


     As famosas quermesses, as festas nas escolas, nos “arraias” de instituições, de clubes e também nos sítios e fazendas por aí!


     Fogueira, bebidas quentes, comidas deliciosas, música, dança e muita animação.


     Difícil quem não goste de uma boa festa junina.


     Muita gente espera ansiosa pelo começo de junho que é quando essas comemorações realmente


     acontecem por todas as partes.


    Mas, como será que essas festas chegaram até nós, resistindo até os dias atuais?!


     As festas juninas são bem antigas!


    Elas surgiram na Antiga Europa, há muitos anos. Aconteciam durante o solstício de verão para


    comemorar o início da colheita, por isso a comida e a bebida.


O surgimento dessas festas foi no período pré-gregoriano, como uma festa pagã em comemoração à


grande fertilidade da terra.


Eram organizadas pelos celtas, egípcios e outros povos.


Uma das deusas homenageadas era Juno, esposa de Júpiter, e as festas eram chamadas de


“junônias”.



Na época da colonização do Brasil, após o ano de 1500, os portugueses introduziram em nosso país


muitas características da cultura europeia, inclusive as festas juninas.



Foi uma longa viagem cruzando os mares e se adaptando ao novo mundo!



Assim, passou a ser uma comemoração da igreja católica, que homenageiam três santos: Santo Antônio; São João; São Pedro.


Os negros e os índios que viviam no Brasil não tiveram dificuldade em se adaptar às festas juninas,


pois são muito parecidas com as de suas culturas.



Existem duas hipóteses para o origem do termo:



pode vir de “São João”, nome de um dos santos homenageados, através do termo “joanina”;


pode vir de “junho”, mês em que as festas são celebradas.





Os três santos





Santo Antônio, São João e São Pedro



Santo Antônio é o primeiro dos santos a ser homenageado no mês.


Sua festa é comemorada no dia 13 de junho e ele é conhecido como o santo casamenteiro, já que


ajudava as moças do século XII a conseguir o dote para realizar o tão sonhado casamento.


Diversas simpatias são realizadas por mulheres que querem um namorado, noivo ou marido.




O dia de São João é o mais esperado, a festa é realizada no dia 24 de junho e, nesse dia, existem


muitas festas pelo Brasil, principalmente no Nordeste.


João era filho de Isabel, prima de Maria (mãe de Jesus), segundo a Igreja Católica, foi ele quem


preparou a vinda de Cristo e batizou-o no rio Jordão.




O último santo do mês é São Pedro.


Ele era um dos discípulos de Jesus e também conhecido como o fundador da Igreja Católica.


O catolicismo prega que é Pedro quem tem as chaves do céu. Sua festa é comemorada no final do


mês de junho, no dia 29. Com ele, encerram-se as festividades desse mês tão celebrado.



Fonte pesquisa:

http://www.megacurioso.com.br